As empresas têm procurado cada vez mais a habilidade de inteligência emocional. Ter autoconhecimento para reconhecer, entender e gerenciar as próprias emoções e influenciar as emoções dos outros é uma habilidade que faz a diferença na liderança e ajuda a lidar com pessoas e cenários cada vez mais complexos.

A inteligência emocional pode ser traduzida como um conjunto de habilidades que colabora para avaliação e expressão precisa da emoção em si e nos outros, e sua regulação efetiva, com uso de sentimentos para motivar, planejar e alcançar na vida de alguém.

Com o mundo virtual que vivemos, a informação é mais acessível do que nunca, muitos estão descobrindo a inteligência emocional pela primeira vez, percebendo o quanto somos bombardeados de informações, conectados o tempo todo de tal modo que negligenciamos reservar um tempo para sentar e pensar.

Durante muito tempo, a inteligência emocional foi considerada a solução para todos os problemas, desde o bulliyng na escola até o baixo engajamento dos seus funcionários.

Como a inteligência emocional pode engajar seus funcionários?

O desenvolvimento das competências emocionais no quadro de funcionários possibilita a evolução dos colabores em diversos âmbitos. Considerada essencial para um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Você precisa realizar uma verificação de integridade na sua organização para ajuda-lo a estabelecer os níveis de envolvimento na força de trabalho atual e ações para realizar melhorias.

O modelo Thomas Engage pode ajudá-lo a identificar os seguintes fatores:

  • Os pontos fortes dos seus funcionários
  • Vulnerabilidades dos seus funcionários
  • Níveis de engajamento por grupo
  • Um benchmark contra outras organizações
  • Ações para lidar com vulnerabilidades
  • Seu fator de bem-estar organizacional
  • Estilos de gerenciamento operando em sua organização

Depois de entender os níveis de engajamento em sua empresa, você pode aproveitar isso para garantir que os funcionários engajados sejam mais produtivos, gerem resultados e inspirem a inovação da empresa.

 

Até o próximo post!